Você está no Portal Noivas de:

Dicas para uma dieta equilibrada e saudável

dicas-para-uma-dieta-equilibrada-e-saudavelA alimentação deve ser dividida em três refeições principais e três lanches intermediários.

Isso aumenta o trabalho intestinal e o gasto de energia para a digestão dos alimentos. Além disso, pequenos volumes ingeridos várias vezes ao dia fazem com que um estômago dilatado volte novamente ao normal. Algumas dicas:

  • As refeições devem ser feitas em lugares tranqüilos e sem pressa.
  • Mastigue pelo menos trinta vezes cada garfada, isso fará com que você se sinta saciado ingerindo menos alimentos.
  • Comece sua refeição pela salada crua, que contém fibras e tira a sensação de fome.
  • Se depois da refeição ainda sentir fome, coma mais salada e não repita o prato quente.
  • Evite beber durante as refeições. As bebidas, principalmente gasosas, dilatam o estômago.
  • Beba muita água no intervalo das refeições. Ela ajuda a limpar o organismo e manter as suas funções normais.
  • Diminua o consumo do açúcar e aumente o consumo de fibras. O açúcar é muito calórico e não traz nenhum benefício à saúde, enquanto que as fibras asseguram um bom funcionamento intestinal e reduzem a sensação de fome.
  • Substitua produtos comuns por lights ou desnatados, pois estes contêm menos calorias.
  • Substitua queijos amarelos (prato, muzzarela, provolone, requeijão) por queijos magros (ricota, cottage, queijo branco).
  • Prefira carnes magras, peixes e aves sem pele. Prepare-os assados, cozidos ou grelhados, com pouco óleo.
  • Diminua o consumo de massas, cereais, pães e doces.

O exercício físico, orientado por um profissional, acelera a queima de gordura armazenada, auxiliando na redução de peso. Mas, não faça exercícios com o estômago cheio, pois a energia necessária para fazer a digestão será desviada para a atividade física.

Não durma logo após as refeições, nem ingira alimentos muito pesados à noite, pois neste período a digestão é mais lenta. 

Conheça agora as propiedades de alguns alimentos:

  • Ovo
  • Mel
  • Leite
  • Queijo
  • Óleos Vegetais
  • Peixe
  • Arroz Integral

Ovo:

Tem grande quantidade de proteínas, minerais e vitaminas. É ótimo substituto de carnes, peixes e frangos: Dois ovos equivalem a um bife, duas fatias de presunto, um gomo de lingüiça ou duas fatias de mortadela.Sua conservação deve ser feita em geladeira, com a parte mais fina para baixo.O ovo gelado não deve ser colocado diretamente na água quente, porque a casca pode quebrar.Os ovos velhos, quando colocados na água, flutuam.O ovo "mole" é de mais fácil digestão do que o muito cozido.A casca do ovo é uma excelente fonte de cálcio, mas deve ser muito bem lavada antes de ser quebrada para evitar a contaminação por salmonela.

Mel: 

 
O mel é um dos substitutos do açúcar, podendo substituir até metade do açúcar em algumas receitas de bolo.O mel puro cristaliza, e pode ser consumido desta forma.São conhecidos 350 tipos de mel, podendo variar na cor e no sabor. 

Leite:

É considerado o mais rico dos alimentos, porque reúne uma grande quantidade de nutrientes. O leite em pó, que é obtido através da desidatração do leite fresco, contém proteínas, gorduras, carboidratos, enxofre, fósforo, cálcio, cobre, manganês, iodo, cloro, sódio, potássio, magnésio, zinco e as vitaminas A, C e do Complexo B.Quanto ao teor de proteína, um copo de leite equivale a uma fatia fina de queijo, ¼ de copo de iogurte ou 250g de creme de leite. O leite e seus equivalentes derivados devem ser consumidos nas seguintes quantidades diárias:Crianças e idosos: ½ litroAdolescentes: ½ a ¾ de litroAdultos: 1/3 de litroMães que amamentam: ¾ de litro

Queijo:

Concentra a parte mais nutritiva do leite, sendo obtido através da industrialização do coalho. Fortalece ossos e dentes, ajuda na coagulação sangüínea, na contração muscular e no funcionamento do sistema nervoso.É recomendado para crianças, adolescentes e doentes em fase de recuperação.O queijo branco, por possuir menos gordura, é indicado para regimes de emagrecimento.

Óleos Vegetais:

São de mais fácil digestão do que as gorduras, podendo reduzir o teor de colesterol no sangue.Uma família de quatro pessoas utiliza em média 3 litros de óleo por mês.O óleo queimado não deve ser reutilizado nem misturado com o óleo limpo, podendo causar doenças do estômago.

Peixe:

É excelente substituto da carne, sendo de mais fácil digestão por possuir pouca gordura. É rico em proteínas, sais minerais (como o cálcio, fósforo, iodo e cobalto) e vitaminas A, D e B, responsáveis pelo bom desenvolvimento do organismo. O cálcio e o fósforo são importantes para o cérebro, evitando assim o cansaço mental.Para que não perca suas propriedades nutritivas, o peixe descongelado não pode ser novamente congelado. Ele deve ser descongelado na geladeira, podendo estragar se for descongelado na água corrente.

Arroz Integral:

É recomendado na substituição do arroz branco, porque mantém as suas qualidades nutritivas na película interna (endocarpo). É rico em vitaminas, sais minerais e fibras dietéticas, sendo uma ótima fonte de amido energético. É desintoxicante e ajuda a regular as funções intestinais, aumentando a qualidade sangüínea, a resistência orgânica e o sistema imunológico.